sexta-feira, 20 de julho de 2007

Josué Bengtson é denunciado pelo MPF

O ex-deputado federal do Pará e pastor-presidente da Igreja do Evangelho Quadrangular no Estado, Josué Bengtson (PTB), foi denunciado à Justiça pelo Ministério Público Federal em Mato Grosso, por envolvimento na máfia dos sanguessugas.
Bengtson está sendo enquadrado nos crimes de formação de quadrilha, corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ele é acusado de colocar emendas no Orçamento-Geral da União para a compra de ambulâncias superfaturadas em esquema ilegal liderado pela empresa Planan.
Um total de 146 pessoas já foram denunciadas pelo MPF por envolvimento no esquema. Todos respondem processo na Justiça Federal.
No Pará, o também ex-deputado federal Raimundo Santos (DEM), ligado à Igreja Evangélica Pentecostal Assembléia de Deus, também é acusado de fazer parte da quadrilha. Apesar de ainda não ter sido denunciado pelo Ministério Público, Santos ainda corre o risco de seguir o mesmo caminho de Josué Bengtson.
Enquanto Bengtson decidiu se afastar da política por seu nome ter sido envolvido no escândalo das sanguessugas. Mais teimoso do que ele, Raimundo Santos ainda tentou voltar à Câmara Federal, no ano passado, mas recebeu um não do eleitor paraense que decretou sua ida para o ostracismo político. Manchete agora, para Santos e Bengtson, só nas páginas policiais. Lamentavelmente, para o povo evangélico.

2 comentários:

inara disse...

Meu caro, não sei de onde vc tirou isso, o pastor Jousué é um homem correto e de bem, só quem o conheçe sabe vc precisa rever suas reportagem ou mudar de profição.
Deus te abençoe!

João Carlos Rodrigues disse...

Amém, Inara! Mais tarde ou amanhã publicarei no blog uma resposta ao seu comentário. Aguarde!