quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

Coisas da Política, 13 de dezembro de 2007

No jornal Opinião desta quinta-feira:

"Convenção
Para comemorar seus nove anos de fundação, o Consórcio Intermunicipal de Saúde do Araguaia e Tocantins (Cisat) realizou, nesta quarta-feira (12), a 1ª Convenção Intermunicipal [cobertura completa na página 3, do segundo caderno]. O evento, que reuniu prefeitos, vereadores, secretários municipais de saúde e autoridades do governo do Estado, aconteceu no auditório da Secretaria de Saúde de Marabá.

Consórcios
Também participaram da convenção do Cisat, conselheiros de saúde dos municípios filiados e prestadores de serviços do consórcio. O debate girou em torno da importância dos consórcios na resolução de problemas comuns dos municípios e o impacto das ações do Cisat na melhoria da saúde pública de seus 12 municípios-membros.

Convidados
Entre as autoridades presentes à convenção, o secretário de Estado de Integração Regional, André Farias; o presidente do Consórcio dos Municípios Paraenses Alagados pelo Rio Tocantins (Compart) e prefeito de Goianésia, Itamar Cardoso (PR); e a deputada estadual Bernadete ten Caten (PT). Valciney Ferreira Gomes (PT), presidente do Cisat e prefeito de Palestina do Pará, presidiu a convenção.

Ditadura
Da tribuna da Assembléia Legislativa do Estado, durante a sessão desta quarta-feira (12), o deputado João Salame (PPS) se manifestou sobre o Movimento dos Atingidos pela Barragem de Tucuruí. Para o deputado, a Eletronorte age com elementos da ditadura – porque é arrogante e não ouve as comunidades. E com demagogia, porque promete e não cumpre os compromissos.

Universidade
No mesmo pronunciamento, Salame parabenizou o povo do Baixo Amazonas pela conquista da Universidade Federal do Oeste do Pará, anunciada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. E afirmou que espera que ainda neste governo seja implantada também a Universidade Federal do Sul do Pará.

Aperto
Pela quantidade de projetos que ainda têm para votar antes do recesso, que começa no dia 21, os deputados estaduais decidiram suspender as sessões especiais e realizar sessões ordinárias nesta quinta e nas próximas segunda e quinta-feira. Entre os projetos que precisam ser aprovados está a Lei do Orçamento Anual (LOA), que contém o detalhamento do orçamento do Estado para 2008.

Prestígio
A cada dia que passa, cresce o prestígio do chefe da Casa Civil do governo do Estado, Charles Alcântara, que vai conquistando a confiança de seus interlocutores em todos os segmentos sociais do Pará. Hábil negociador, Alcântara tem hoje a simpatia de entidades empresarias, movimentos sociais e de grande parte do meio político.

Decisivo
Na última terça-feira (11), a participação de Charles Alcântara foi decisiva para a desocupação do canteiro de obras das eclusas da hidrelétrica de Tucuruí, ocupada pelo Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB). Gradativamente, vai se firmando como principal articulador do governo de Ana Júlia Carepa (PT).

Empréstimo
O governo do Estado anunciou a aprovação de empréstimo de US$ 85 milhões, junto à Corporação Andina de Fomento (CAF), para reestruturação da malha viária do Estado. O dinheiro, segundo a Coordenadoria de Comunicação Social (CCS) do governo, será investido na recuperação e pavimentação de estradas em todas as regiões paraenses.

Rodovias
O projeto, de acordo com a CCS, será executado em 405 quilômetros de diferentes rodovias e estradas vicinais. No sul do Pará, está prevista a pavimentação das rodovias do Bambu, que liga Floresta do Araguaia à PA-150 (44 km); PA-375, de Palestina do Pará à BR-230 (7 km); PA-405, que liga a BR-230 a São João do Araguaia (13 km); e a PA-279, de Tucumã a São Félix do Xingu.

Anúncio
O custo total do projeto supera US$ 175 milhões, sendo cerca de US$ 95 milhões de recursos próprios do governo do Estado. O anúncio da aprovação do empréstimo foi feito, na semana passada, pela representante da Corporação Andina de Fomento, Moira Paz-Estenssoro, durante audiência com a governadora Ana Júlia Carepa.

Na mídia
O deputado federal Giovanni Queiroz (PDT-PA) está nas manchetes nacionais pelas denúncias que fez, esta semana, de superfaturamento em obras rodoviárias e ferroviárias inclusas no projeto do Orçamento-Geral da União (OGU) para 2008. De acordo com ele, essas obras estariam com valores muito acima do praticado pelo mercado.

Quadrilha
Há alguns anos, Giovanni Queiroz foi o responsável pela denúncia de superfaturamento nas obras do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de São Paulo. A denúncia acabou no desmantelamento de uma quadrilha que desviava recursos do tribunal, culminando na prisão do juiz Nicolau dos Santos Neto, o Lalau.

Vira-casaca
Independente do resultado da votação da prorrogação da CPMF [que no fechamento da Coluna ainda não tinha acontecido e nem havia garantia que, de fato, seria feita ontem], a defesa entusiasmada da continuação do chamado 'imposto do cheque', feita pela líder do PT no Senado, Ideli Salvati (SC), nesta quarta-feira, deixou muita gente encucada. Afinal, o PT enquanto oposição, não era adversário ferrenho da CPMF?

Incoerência
O discurso de Lula em Breves, na Ilha do Marajó, defendendo com unhas e dentes a CPMF, também suscitou muitas dúvidas. Segundo o presidente, só os sonegadores e quem é contra os pobres não quer o 'imposto do cheque'. O governador de Minas, Aécio Neves (PSDB), não titubeou: 'O PT, quando partido de oposição, era formado por sonegadores e contrário aos interesses dos mais necessitados?'

Obras públicas
Sempre sob suspeita."

2 comentários:

Mero Espectador disse...

Sorte da governadora de contar com este senhor Charles Alcântara como o seu braço direito.Parece um cara sério,ético e honesto.Pelo andar da carruagem ainda vai ser muito útil nesses proximos 3 anos.
Mero.

João Carlos Rodrigues disse...

É verdade, Mero. E obrigado por sua visita!