terça-feira, 5 de outubro de 2010

Samba do crioulo doido

Um erro na transmissão do arquivo pela internet provocou a publicação do texto errado da coluna "Coisas da Política", na edição de hoje do jornal Opinião.
No lugar do texto que foi redigido por este escriba para a edição desta terça-feira, foi colocado, por um erro imperdoável para com os leitores do jornal, um texto de uma Coluna antiga, motivo pelo qual apresentamos as nossas desculpas ao público que acompanha as notas políticas naquele espaço.
Segue abaixo as notas que deveriam estar publicadas hoje na página 3 do Primeiro Caderno do Opinião:


COISAS DA POLÍTICA, 5 DE OUTUBRO DE 2010:



Os grandes derrotados das eleições gerais do último domingo (3), sem dúvida, foram os institutos de pesquisas. Todos, sem exceção, erraram feio a maioria das previsões que fizeram. Principalmente, na corrida presidencial, onde apontavam vitória de Dilma Rousseff (PT) no primeiro turno.

Quase
Por menos de 50 mil votos, Simão Jatene (PSDB) não levou em primeiro turno o governo do Pará. A eleição, como se sabe, terá segundo turno entre o candidato tucano e a governadora Ana Júlia Carepa (PT), candidata à reeleição.
Noiva
Assim, as noivas mais cobiçadas do momento são o deputado Jader Barbalho e seu partido, o PMDB. Com mais de dez por cento dos votos para o governo, com Domingos Juvenil, no primeiro turno, o PMDB já está sendo cortejado tanto por Jatene quanto por Ana Júlia.
Contra
O líder da bancada peemedebista na Assembléia Legislativa, deputado Parsifal Pontes, já avisou: vai lutar com unhas e dentes contra qualquer aliança com o atual governo do PT. Crítico ácido do governo de Ana Júlia nos últimos tempos, Parsifal se reelegeu domingo para novo mandato no Legislativo estadual.
Engodo
Um dado interessante pode contribuir para a decisão dos peemedebistas sobre que rumo tomar no segundo turno da eleição governamental. Os mais de 700 mil votos de Marinor Brito (PSOL) para o Senado são um indicativo claro de que o segundo voto de boa parte dos petistas para senador não foram para Jader Barbalho. Apesar das promessas de Ana.
Trio
Fechadas as urnas, Marabá terá três representantes na Assembléia Legislativa do Estado, a partir de 2011. Os reeleitos João Salame (PPS) e Bernadete ten Caten (PT) e o novato Sebastião Miranda Filho (PTB), ex-prefeito do município.
Reconhecimento
E falando em Marabá, os eleitores do município votaram em peso no deputado federal Asdrúbal Bentes (PMDB), reeleito para a Câmara Federal. Dos 87.681 votos obtidos por ele no Estado, 56.735 votos foram em Marabá, o que representa 65% da votação total alcançada pelo parlamentar.
Retardatário
Para não fugir à tradição, o Pará foi um dos últimos Estados a terminar a totalização dos votos, na apuração do primeiro turno. Houve problemas de transmissão de dados nos municípios de Chaves, Portel e Jacareacanga. Por isso, o resultado final só foi anunciado no início da tarde desta segunda-feira (4).
Suplente
Nomes sempre bem cotados nas bolsas de apostas que antecederam a eleição para deputado estadual acabaram não alcançando votos suficientes para chegar à Assembléia. O ex-prefeito de Redenção, Mário Moreira (PTB), é um deles. Com 24.322 votos, Moreira ficou com a segunda suplência do PTB.
Sem deputado
Nos municípios mais ao sul do Pará (no eixo Xinguara-São Félix do Xingu-Redenção), nenhum deputado estadual foi eleito. Há vários mandatos, a região não conta com representante na Assembléia Legislativa. O último foi Denimar Rodrigues, de São Félix do Xingu, que se elegeu deputado em 2002, depois de longo e tenebroso inverno que parece ter voltado, pelo resultado das duas últimas eleições.

Depois de vários mandatos no Legislativo estadual, a deputada Tetê (PSDB) não conseguiu a reeleição. Sua colega de bancada, Suleima Pegado, que também tem forte ligação com o sul e sudeste do Pará, é outra que não terá mais assento na Assembléia Legislativa no próximo ano.

Um comentário:

antonio disse...

MAIS UMA VEZ OS ELEITORES DO EXTREMO SUL DO PARÁ(EXCETO PARAUAPEBAS C/ ZIMMER) MOSTRARAM A SUA FALTA DE COMPROMISSO COM REGIÃO. SERÃO MAIS 4 ANOS SEM REPRESENTAÇÃO POLÍTICA NA ASSEMBLÉIA ESTADUAL. PREFEREM OS PARAQUEDISTAS DE BELÉM E REGIÃO METROPOLITANA. SERÁ QUE ELES DEIXARÃO A REGIÃO DELES NA MÃO PARA ATENDER ÀS NOSSAS DEMANDAS? SERÁ QUE ELES APOIARÃO A CRIAÇÃO DO TÃO SONHADO ESTADO DE CARAJÁS E DEIXAR DE LADO A MAIOR FONTE DE RIQUEZA DO ESTADO? AÍ VEM UM MORADOR DAQUI ME FALAR QUE O ESTADO DE CARAJÁS VAI SAIR DO PAPEL. SE CONTINUARMOS NÃO VALORIZANDO O QUE É NOSSO NUNCA SEREMOS INDEPENDENTES! ACOOOORDA POVO DO SUL DO PARÁ!!