quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Coisas da Política, 20 e 21 de janeiro de 2011

O Diário Oficial do Estado trouxe, em sua edição desta quarta-feira (19), a nomeação de Rosymary Neves Teixeira para a presidência da Ação Social Integrada do Palácio do Governo (Asipag). É a primeira nomeação na cota do PDT, o mais novo membro da base aliada do governo estadual. 

Paralisia
Em Goianésia do Pará, o lixo começa a tomar conta da cidade. Moradores acreditam que o problema se dá pela contenção de gastos decretada pelo prefeito Itamar Cardoso (PMDB) para toda a gestão municipal. Até a prefeitura teve que fechar as portas para os cidadãos, apesar de o município ter recebido R$ 1 milhão de repasses federais, só nos primeiros 19 dias de janeiro.
Lista
Nem Anivaldo Vale e muito menos o governo de Simão Jatene (PSDB) admitem, mas são fortes os rumores de que, para compor o governo, o PR apresentou extensa lista de desejos. Os mimos incluem uma secretaria, a Companhia de Habitação do Pará (Cohab) e a Agência Estadual de Regulação e Controle de Serviços Públicos no Estado do Pará( Arcon).
Indicado
O PR já teria até indicado um nome para a presidência da Cohab. É Marco Aurélio Oliveira, que foi presidente da extinta Telepará, superintendente da Amazônia Celular e de outras empresas de comunicação. Segundo o jornalista Marcelo Marques, do Blog do Bacana, Jatene topou.
Economia
Simão Jatene anunciou uma série de medidas para manter o equilíbrio das contas do governo. A intenção, segundo o que foi divulgado, é diminuir gastos com energia elétrica, telefones, combustíveis, horas extras de servidores e outros custos. As finanças do Estado estão em situação delicada, segundo Jatene.
Na contramão
Mas enquanto o governador anuncia drástica contenção de despesas, seu chefe da Casa Civil, deputado federal licenciado Zenaldo Coutinho, informa a contratação do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), pela bagatela de R$ 1 milhão. Segundo ele, o Ipea vai estudar os impactos de uma possível divisão do Pará, com a criação dos Estados de Carajás e Tapajós.
Do contra
Como Zenaldo sempre foi o maior inimigo de Carajás e Tapajós em Brasília, é mais do que provável que o estudo tem o objetivo de levar o governo a se posicionar contra os novos Estados. Parece que vão se confirmar os temores de que Zenaldo poderia usar a Casa Civil contra Carajás e Tapajós. O que pode causar grande desgaste para Simão Jatene.
Cemitério
O município de Tucuruí não tem onde sepultar os seus mortos. O único cemitério da cidade está lotado e os enterros estão sendo feitos em sepulturas antigas. A prefeitura ainda não encontrou área apropriada para construir um novo cemitério.
Lixão
Mas a superlotação do cemitério não é o único problema do prefeito Sancler Antônio Wanderley Ferreira (PPS). Ele também não sabe onde construir o lixão da cidade. A prefeitura chegou a iniciar um aterro próximo ao lago de Tucuruí, o que contraria a legislação ambiental.

Nesta sexta-feira (21, a Câmara Municipal de Breu Branco realiza sessão especial para homenagear os moradores Armênio Oliveira Barreirinha, ex-prefeito da cidade, e Francisco Vilar de Araújo, o Bragantino. Eles receberão o título honorífico de ‘Cidadão de Breu Branco’, pelos serviços prestados ao município.

3 comentários:

Anônimo disse...

Goianésia do Pará não está parada, ao contrário. Tenho orgulho de dizer que nosso município iniciou as obras em Janeiro da Água e do Esgoto e tem dado continuiadade a grandeobras como a construção da Rodoviária, Creche, Praça do Sto Amaro, INSS, Casas Populares, pavimentação em bloquetes e reformas mescolas.
A prefeitura como em todos os anos teve seu período de recesso.
Quanto ao lixo as operações foram intensificadas devido ao período de chuvas que aumentam as demandas de trabalho.
Em nome da Associação de Moradores aguardo retificação dessa infeliz publicação.

Grato,

Ailton

João Carlos Rodrigues disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
João Carlos Rodrigues disse...

Caro Aílton,

Em nenhum momento dissemos que Goianésia "está parada". Mas, como vc mesmo reconhece no fim do seu comentário, há problemas na coleta de lixo, o que está incomodando moradores.
Na condição de representante da Associação de Moradores, como vc se identifica, seria de bom tom que vc mobilizasse sua entidade para defender aqueles a quem vcs dizem representar, ao invés de mostrar irritação na defesa do Poder Público. Até porque, a prefeitura não está fazendo nada mais do que cumprir sua obrigação, ao construir creche, rodoviária, casas populares, etc., etc., etc... Afinal, os moradores que fazem parte de sua associação e os demais habitantes de Goianésia são também contribuintes e têm direito a obras (como as relacionadas por vc) e a serviços essenciais, como a coleta regular do lixo, não é mesmo?
Um grande abraço e obrigado por sua participação aqui no Blog.