quinta-feira, 20 de setembro de 2007

Coluna Coisas da Política de hoje

Na edição do jornal Opinião que está nas bancas desde as primeiras horas da manhã desta quinta-feira:


"Benefício

Tramita na Assembléia Legislativa do Estado projeto de lei do Executivo que regulamenta a meia-passagem para estudantes nas viagens intermunicipais em que o percurso seja de até cem quilômetros. A proposta beneficia alunos da rede pública e de escolas da rede privada que mantenham programas para estudantes de baixa renda.

Negociação

Nesta quarta-feira (19), estudantes da Região Metropolitana de Belém (RMB) lotaram as galerias da AL, para acompanhar as primeiras discussões do projeto. Em reunião com líderes das bancadas, os alunos conseguiram abrir negociação para questionar alguns critérios adotados pelo governo na proposta. Entre outras coisas, querem a inclusão dos alunos de universidades particulares no benefício.

Unidos

Em recente viagem a Belém, o vice-prefeito de Marabá, Ítalo Ipojucan (PDT) estreitou os laços políticos com o deputado estadual João Salame (PPS). Os dois consolidaram a firme disposição de estarem juntos na disputa eleitoral do ano que vem, ao lado do prefeito Tião Miranda (PTB).

Ex-verde

O deputado estadual Deley Santos, eleito pelo Partido Verde (PV), deve assinar, ainda esta semana, a ficha de filiação ao PMDB. Santos aceitou convite de Jader Barbalho para militar nas fileiras peemedebistas, depois que o também deputado Parsifal Pontes assumiu o compromisso de que ele [Deley] será o candidato do partido à Prefeitura de Tucuruí, em 2008.

Troca

A se confirmar a disposição do empresário Demétrius Ribeiro em se dedicar mais aos seus negócios e menos à política, o comando do PSDB em Marabá poderá mudar de mãos. Apesar de ser suplente de senador e de ter exercido a política com entusiasmo nos últimos tempos, Demétrius dá sinais de que pode mesmo tirar o pé do acelerador nessa atividade.

Conversa

Demétrius Ribeiro foi uma das personalidades visitadas por Charles Alcântara, entre as muitas visitas que o chefe da Casa Civil do governo do Estado fez em sua rápida passagem por Marabá, esta semana. Alcântara e Ribeiro conversaram demoradamente e há quem garanta que haverá uma aproximação do empresário com o governo petista, a partir de agora.

Filiado

Charles Alcântara aproveitou sua estada na cidade para abonar a ficha de filiação do professor Dionísio Gonçalves de Oliveira ao PT. Bancado por Alcântara e pela professora Edilza Fontes, duas das personalidades mais influentes do governo de Ana Júlia, Dionísio deverá ser candidato a vereador em 2008. Mesmo contra a vontade de alguns líderes da Democracia Socialista (DS), que não vêem bons olhos a filiação do professor.

Selado

Aliás, a pretensão de Dionísio Gonçalves de se candidatar à Câmara Municipal traça um caminho sem volta para outra candidatura. A do atual vereador Sebastião Ferreirinha (PSB) à Prefeitura de Marabá. Dionísio não é o único da base eleitoral de Ferreirinha que pretende chegar ao Legislativo, o que empurra definitivamente o parlamentar do PSB para a sua já declarada candidatura à prefeitura.

Asco

Dá nojo ler as notícias sobre as negociações em torno da votação da Emenda Constitucional que prorroga a Contribuição Provisória (?) sobre Movimentação Financeira (CPMF) no Congresso Nacional. Na Câmara, deputados da base do governo cobram a liberação de verbas e nomeações de apadrinhados para aprovar a prorrogação da famigerada contribuição sobre movimentações bancárias.

Obstrução

No Senado, em protesto pela absolvição do senador Renan Calheiros na semana passada, a oposição obstrui as votações e coloca em risco a aprovação da emenda da CPMF. Líderes do PSDB e DEM já avisaram que vão votar contra a prorrogação e há sinais claros de que aliados do governo já colocaram na mesa a salgada conta da absolvição de Renan. Ou o governo se dobra ou a CPMF acaba aqui.

Será?

Jornal da capital informa que a Assembléia de Deus vai se manifestar contra a reestruturação territorial do Pará. De acordo com o jornal, o presidente da poderosa Convenção da igreja no Estado, pastor Gilberto Marques, vai emitir nota apoiando a campanha para evitar a divisão do Estado.

Confronto

Se emitir a nota sem consultar seus fiéis nas regiões sul e oeste do Estado, o pastor Marques estará colocando em saia justa os parlamentares ligados à igreja, como o deputado federal Zequinha Marinho (PMDB-PA), ardoroso defensor da criação do Estado de Carajás. Sem falar nas dezenas de vereadores [como Maurino Magalhães (PR), de Marabá] que estão integrados ao movimento pela divisão.

Pouco crível

Difícil acreditar que a Assembléia de Deus possa cometer tamanho desrespeito com a população do interior do Estado, especialmente com o grande rebanho da igreja nessas regiões. Dos empresários da Associação Comercial do Pará (ACP), que não enxergam um palmo além da Região Metropolitana de Belém, até pode-se aceitar tamanho equívoco. Mas nunca de um líder do nível do pastor Gilberto Marques, que conhece as carências do interior paraense.

Crescimento

Depois de filiar dois vereadores de Itupiranga ao PPS, entre os quais o presidente da Câmara Wanderil de Jesus Lima, o deputado João Salame, vice-presidente estadual do partido, participa de uma série de reuniões para novas filiações em vários municípios. Hoje (20), estará ao lado do pré-candidato a prefeito do partido em Canaã, Jeová Andrade, prestigiando o ingresso de várias personalidades ao PPS local.

Mais

Nesta sexta-feira (21), Salame participa de noite de filiações em Jacundá, onde vários secretários do prefeito Adão Ribeiro devem ingressar no PPS. No domingo (23), será a vez de Parauapebas, onde o publicitário Cláudio Feitosa estará assumindo a presidência do partido naquele município."

2 comentários:

Val-André Mutran disse...

O professor Dionísio é gente da melhor qualidade.
Particularmente vejo o abono da cúpula petista como um endosso a entusiasmar novas práticas no processo sindical ligado às necessidades inadiáveis dos mestres professores filiados ou não ao Sintep/Marabá.
Parabéns professor e avante, com a força, para as mudanças.

João Carlos Rodrigues disse...

Não conheço o professor Dionísio pessoalmente, caro Val-André. Só o conheço das páginas dos jornais, onde sempre aparece muito aguerrido na defesa das causas que abraça.
Mas o fato é que a filiação de dionísio mexeu com as emoções no PT marabaense. Emoções que prometem continuar até as urnas, no próximo ano.
Um grande abraço e obrigado pela visita.